Vinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.x

Variação de quase 500 por cento registada no primeiro semestre torna “situação incomportável”, alerta associação representante do setor.

A subida dos preços no segmento de energia está a afetar diversas indústrias, sobretudo a alimentar, que vem denunciar a situação limite que muitas empresas estão a enfrentar.

A Associação Portuguesa dos Industriais de Carnes (APIC), representante de cerca de 100 empresas portuguesas, expõe a “situação incomportável das indústrias da carne face ao aumento do preço da energia elétrica e do gás que se praticam atualmente em Portugal.”

“As indústrias da carne portuguesas da carne vivem uma enorme instabilidade, pois dependem totalmente do consumo de gás e de eletricidade, e perante “ajustamento custo produção eletricidade” resultante da aplicação do D.L. 33/2022, começaram a pagar faturas, que chegaram a quadruplicar, face ao que era habitual no mesmo período do ano de 2021”, alerta a associação. Ler mais aqui.